Praça da Soberania: versão 2

correio29_05_versao_01_02Comparação entre a primeira e segunda versão (Correio 29/05/2009)

correio_30_05Segunda versão da praça (Correio 30/05/2009)

Esta semana Oscar Niemeyer apresentou nova versão para o projeto da Praça Soberania. A versão anterior já havia sido discutido aqui. Desta vez Niemeyer reduziu o monumento pela metade (de 100m para 50m) e o deslocou do centro para preservar a visibilidade da Esplanada dos Ministérios. Em nova entrevista ao Correio Braziliense (29/05/2009) afirma que a praça “é bonita, é monumental” e que tem “o direito de fazê-la. Brasília não é só urbanismo, é também arquitetura.” Reforça “essa praça não tem discussão.” Esqueceu-se apenas de considerar que longe vai o tempo em que Brasília era uma cidade imaginada e determinada em planta baixa por um arquiteto. Existem hoje as pessoas de Brasília e estas, mesmo que o magnífico arquiteto as considere um estorvo por seus pensamentos individuais, afetam de alguma forma a cidade e são afetadas por ela e, sobretudo, cumprem o seu dia-a-dia na capital federal.

Tags: ,

1 comment

  1. Eu concordo plenamente com a construção da praça, acho que o Nyermeyer reflete o pensamento de Jk e ele tem todo o direito de fazer este projeto ele tem respaldo pra isso. Só acho que a praça da soberania deveria ser feita naquela área alí depois da vila planalto, visando dar umm destaque maior naquela região… Acho que os monumentos não devem ficar tão somente até o palacio da presidençia, acho que deveria avançar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.